Prefeitura Ilha Solteira - Banco de Notícias (Jan 2010 | Out 2016)

Voltar

3ª FLIS movimenta a Biblioteca Municipal Assis Chateaubriand

 
A terceira edição da Festa Literária de Ilha Solteira (FLIS) está sendo um sucesso. A programação que vem sendo apresentada na Biblioteca Municipal Assis Chateaubriand tem atraído muita gente e lotando o espaço. A FLIS 2016 é uma realização da Associação Celeiro Cultural e Associação Amigos da Biblioteca, em parceria com amigos e parceiros voluntários da FLIS.
A Festa teve início na manhã de quarta-feira, 14, com uma apresentação especial dos alunos da Emef ABBS, coordenados pela professora Maria Ivanilda. Logo em seguida, os rappers Caio Augusto e Laisa propuseram um jogo de rimas e cantaram para o público. À tarde, foi a vez da professora Edilva Bandeira receber professores e educadores para um bate-papo sobre as ações de incentivo à leitura que estão sendo feitos nas escolas de Ilha Solteira. Representantes de todos os colégios do município puderam trocar experiências e dividir informações, numa ação rica em ideias. E encerrando o primeiro dia, os alunos do Curso de Teatro da Seis, dirigidos por Paulo Jordão e Melissa Nascimento, apresentaram a Mostra de Cenas Curtas. Chamada de “Quem Não se Comunica Se Trumbica”, a apresentação divertiu o grande público presente, que lotou a Biblioteca.
Na quinta-feira, 15, a FLIS continuou logo cedo com o Sarau Memória.com. No evento, jovens que participaram do Projeto Memória.com, que tinha por objetivo fazer um registro de memória dos bairros Bela Vista e Novo Horizonte, mostraram os resultados da ação com uma exposição de fotos e vídeos. Eles também fizeram apresentações de canto e dança. À tarde, o gamer Evandro Leroes comandou a Oficina de Videogame, mostrando aos presentes como os jogos eletrônicos dialogam com a literatura e mostrando as novidades do segmento. Encerrando o segundo dia, o Sarau Rede de Afeto promoveu uma emocionante homenagem ao compositor e intérprete Tavinho Limma. No evento, Tavinho cantou seus sucessos, dividiu o palco com amigos e assistiu o público presente recitando suas letras de música. E no dia seguinte, logo cedo, foi apresentado o espetáculo teatral “O Menino que Virou História”, com Paulo Jordão e Melissa Nascimento. Mais uma vez, a Biblioteca ficou lotada com a presença de idosos do Centro Dia e estudantes da EEPG Arno Hausser e da Apae.
A FLIS será encerrada neste final de semana com mais atrações na Biblioteca Pública. Nesta sexta-feira, 16, a partir das 20 horas, acontece o Sarau do Clube de Leitura e o lançamento do livro “Tele-Visão: A Televisão Brasileira em 10 Anos”. E no sábado, 17, a FLIS chega ao fim com a leitura dramática de “O Santo e a Porca”, de Ariano Suassuna, com a Cia Teatral Desde Amanhã, e a mesa-redonda “Literatura e Diversidade”, mediada pelo coletivo de gênero e sexualidade Vaca Profana. Todas as atividades têm entrada livre e gratuita.
 
Assessoria de Imprensa

Publicado em: 2016-09-19 06:50:23