A LV uma doença grave, causada por um parasito transmitido para pessoas e cães por meio da picada de um inseto muito pequeno, conhecido como “mosquito palha”. Esse mosquito costuma picar ao entardecer e durante a noite.

No ciclo da doença o inseto pica o cão doente - portador do parasito – e depois pica uma pessoa saudável, que também pode desenvolver a doença.

Sem o inseto não há transmissão da LVA. O flebótomo se prolifera na matéria orgânica em decomposição. Cada cidadão deve limpar diariamente quintais e jardins, recolhendo todo o material orgânico do chão (fezes de animais, folhas, frutos, etc). É nesse material acumulado que as fêmeas do inseto põem seus ovos e geram uma grande quantidade de novos insetos que transmitirá a doença para pessoas e cães.

Os cães merecem todo carinho e proteção para que não sejam picados pelo inseto vetor. Mantenha-os com boa higiene, evite que fiquem soltos na rua e coloque coleiras próprias para repelência do inseto e prevenção da doença.

Os cães infectados pelo parasito podem adoecer logo ou demorar meses para apresentar sintomas. Todos os cães infectados, mesmo aqueles sem sintomas aparentes, são fontes de transmissão para o inseto transmissor e, portanto, um risco para a saúde.

O Centro de Zoonoses de Ilha Solteira realiza inquérito canino na Cidade para detecção precoce da doença e evitar infecção em humanos.